Óleo de Borragem, Prímula e Gergelim

 :: DIVERSOS :: Sala Livre

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Óleo de Borragem, Prímula e Gergelim

Mensagem  cupertino em Ter Fev 28, 2012 6:21 pm

Óleo de Borragem, Prímula e Gergelim: Combate a Inflamações, Distúrbios Hormonais e Envelhecimento Precoce

ÓLEO DE BORRAGEM: ou óleo de Borago é obtido por meio do extrato das sementes de uma planta chamada Borago officinalis. Apresenta traços de pirrolisidina alcalóide, incluindo amabelina e supinidina. É indicado para tratamento de problemas cutâneos, inflamações, bronquites, prevenção da tensão pré-menstrual (TPM) e acometimentos reumáticos.

Possui características diuréticas e expectorantes, e evidente ação anti-inflamatória (no tratamento reumático). As sementes da planta Borago officinalis são ricas (maior concentração conhecida) em ácido graxo γ-linoléico (ω-6). Esse ácido graxo está relacionado ao tratamento e prevenção da hipercolesterolemia e problemas atópicos.

Alguns estudos sugerem excelentes resultados do óleo de borragem quando administrado na prevenção ou diminuição dos sintomas da TPM (tais como: cólicas, sensibilidade mamária e variações no humor).

O óleo de borragem também seria eficaz no controle da pressão arterial, prevenindo casos de hipertensão e diminuindo o risco da impotência masculina (aquela relacionada a distúrbios hipertensivos).

A suplementação com ácidos graxos essenciais promove uma melhora na qualidade da pele, cabelo e unhas, além de amenizar os sintomas de eczemas, acne e psoríase.

ÓLEO DE PRÍMULA: extraído da semente da Oenothera biennis. Seu principal composto é o ácido graxo Omega-6 (ω-6). O óleo Omega-6 apresenta reconhecida eficácia no tratamento e prevenção de distúrbios relacionados à TMP. Também é comprovada a sua eficácia no tratamento de eczemas e outras irritações da pele.

Um estudo recente avaliou o efeito terapêutico do óleo de prímula em 68 mulheres que se queixavam de TPM. Após três meses de suplementação com óleo de prímula, 61% dessas mulheres tiveram regressão total dos sintomas e 23% experimentaram melhora parcial.

Os efeitos do óleo de prímula decorrem dos ácidos graxos poliinsaturados que não são produzidos naturalmente pelo organismo. O ω-6 (Omega-6), além de ser constituinte das membranas celulares, é precursor de prostaglandinas tipo E1. As prostaglandinas tipo E1 são eficazes no equilíbrio hormonal feminino. Elas amenizam as principais queixas relacionadas ao período pré-menstrual.

A carência de Omega-6 acarreta envelhecimento precoce, esclerose múltipla, hiperatividade infantil, eczemas e hipertensão arterial.

O ácido graxo gamalinoléico (ω-6), por ser precursor de prostaglandinas, influencia diretamente na regulação dos hormônios sexuais femininos, determinando a liberação de neurotransmissores cerebrais e controlando a oleosidade da pele.

Há pesquisas que demonstraram a ação do óleo de prímula na redução dos níveis séricos de LDL, regulação inflamatória, ativação de linfócitos, controle da pressão arterial, redução dos efeitos da TMP, manutenção da saúde epitelial e inibição da síntese de colesterol.

O extrato de óleo de prímula purificado é um excelente suplemento na busca de uma vida longeva e saudável.

ÓLEO DE GERGELIM: possui teores elevados de vitamina E. É um excelente antioxidante e está relacionado com a diminuição dos níveis séricos de colesterol. Além da vitamina E, outros componentes se destacam, tais como: magnésio, cobre, cálcio, ferro, zinco e vitamina B6. Essa composição funciona para o alívio dos sintomas da artrite reumatóide, e também dá suporte à saúde respiratória e vascular.

A concentração de Omega-6 no óleo de gergelim também é alta, tal como ocorre com os óleos de Borragem e Prímula. No entanto, o óleo de gergelim é o único em que esse ácido graxo se mantém estável em temperatura ambiente devido, em razão da presença de dois conservantes próprios: sesamol e sesamina.

A utilização conjunta do óleo de gergelim com outros óleos traz maior estabilidade ao produto final, além de aumentar a concentração de vitaminas, minerais e ácidos graxos.

No óleo de gergelim também se destaca a presença de lignina. A lignina, associada ao ω-6 (Oemga-6), foi capaz de reduzir a pressão sanguínea e a absorção de colesterol em pesquisas realizadas com animais, dentro de ensaios laboratoriais.

Somados aos efeitos antioxidantes e antidepressivos, há sugestões de que o óleo de gergelim tenha composição adequada para combater as mudanças senis (anti-aging), provendo bem-estar e dando suporte numa das fases mais delicadas da vida.

Para que as qualidades do óleo de gergelim sejam mantidas, ele deve ser extraído a frio.

Referência bibliográfica:

SYNERGISTIC ANTIMICROBIAL ACTIVITIES OF PHYTOESTROGENS IN CRUDE EXTRACTS OF TWO SESAME SPECIES AGAINST SOME COMMON PATHOGENIC MICROORGANISMS. Bankole Munir 2*, Shittu Lukeman A. J1, Ahmed Titilade.A 3, Bankole Marian N4, Shittu Remilekun K5, Kpela Terkula1 , Ashiru Oladapo A.1
In Vitro Screening for the Tumoricidal Properties of International Medicinal Herbs Elizabeth A. Mazzio and Karam F. A. Soliman* College of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences, Florida A & M University, Tallahassee,Florida 32307, USA

Management of menopause-associated vasomotor symptoms: Current treatment options, challenges and future directionsDeirdre R Pachman1 Jason M Jones1 Charles L Loprinzi2

1Internal Medicine, Mayo Clinic, Rochester, MN, USA; 2Medical Oncology, Mayo Clinic, Rochester,MN, USA

Contemporary Alternatives to Plant Estrogens for Menopause Stacie E. Geller, Ph.D. [Associate Professor] and Department of Obstetrics and Gynecology, College of Medicine, Director, National Center of Excellence in Women’s Health, University of Illinois, Chicago Laura Studee, MPH Department of Obstetrics and Gynecology, College of Medicine, University of Illinois, Chicago

Anti-collagenase, anti-elastase and anti-oxidant activities of extracts from 21 plants Tamsyn SA Thring1, Pauline Hili2 and Declan P Naughton*1

Folk medicine used to heal malaria in Calabria (southern Italy) Giuseppe Tagarelli*, Antonio Tagarelli, Anna Piro

Biosynthesis of y-linolenic acid in cotyledons and microsomal preparations of the developing seeds of common borage (Borago officinalis) Sten STYMNE*j and Allan Keith STOBARTt *Department of Food Hygiene, Swedish University of Agricultural Sciences, P.O. Box 7009, S-750 07 Uppsala, Sweden, and tDepartment of Botany, University of Bristol, Bristol BS8 lUG, U.K.

___________________________________________________
SEJA GRANDE, SEJA FORTE, SEJA BIGMONSTRO Twisted Evil



avatar
cupertino
MODERADOR MASTER
MODERADOR MASTER

Mensagens : 1430
Data de inscrição : 27/03/2011
Idade : 32
Localização : Templo Gym

http://www.bodynet.com.br/bigmonstro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 :: DIVERSOS :: Sala Livre

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum