Atividade Física e Gestação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Atividade Física e Gestação

Mensagem  cupertino em Ter Set 13, 2011 9:28 pm

Postado por Profª Esp. Denise Carceroni

Escrevi este texto para um site que não está mais disponível, o Desabafo de Mãe, como acho seu conteúdo de grande interesse, decidi disponibilizar para os leitores do Fique INforma.

Ao contrário do que se imaginava há algumas décadas atrás, o exercício físico é bem vindo durante a gravidez. O medo de abortar e do nascimento prematuro faz com que algumas gestantes e também alguns médicos fiquem receosos quanto à prática de exercícios, mas pesquisas recentes mostram que o exercício ajuda a gestante a manter seu peso, auxilia na recuperação pós-parto e não compromete o desenvolvimento do bebê .
O Colégio Americano de obstetrícia e ginecologia (The American College of Obstetrics and Gynecology – ACOG) e também a Sociedade Americana de Obstetras e Ginecologistas (American Society for Obstetrics and Gynecology – ASOG), recomenda a prática de exercícios pela gestantes saudáveis. A mulher que fazia exercícios antes da gravidez pode dar continuidade à sua atividade normalmente e acrescentar alguns exercícios específicos e aquela que nunca fez deve optar por exercícios leves e indicados para gestantes.
Benefícios do exercício durante a gestação:

Redução e prevenção de lombalgias através da orientação da postura correta. A mudança do centro de gravidade, em função do aumento da cavidade abdominal acarreta hiperlordose lombar e o exercício contribui para a adaptação à essa nova postura;
Minimiza a ocorrência de dores nas mãos e membros inferiores, que geralmente ocorre durante terceiro trimestre, em função da diminuição da flexibilidade das articulações. O exercício provavelmente diminui a retenção de líquidos nestes locais;
Redução do stress cardiovascular. Durante a gravidez há um aumento da atividade do coração se comparado ao período não gestacional. O exercício faz com que a freqüência cardíaca fique mais baixa, aumenta o volume sangüíneo em circulação, aumenta a capacidade de oxigenação, diminui a pressão arterial, previne trombose e varizes e reduz o risco de diabetes gestacional;
Nas gestantes que apresentam diabetes gestacional a atividade física contribui para manter o nível glicêmico (açúcar no sangue) normal. Para as gestantes portadoras de diabetes mellitus controlada, ocorrem os mesmos efeitos sobre os níveis glicêmicos;
A atividade física e o exercício também contribuem sobre o aspecto emocional, tornando a gestante mais auto-confiante e satisfeita com a aparência;
Diminui o risco de nascimentos prematuros, por regular e fortalecer a musculatura pélvica;
Diminui o risco da necessidade de realizar cesariana. Gestantes sedentárias apresentaram risco 4,5 vezes maior de nascimentos por cesárea do que as gestantes fisicamente ativas. Estudos indicam que a participação em exercícios físicos, especialmente nos dois primeiros trimestres, está associada efetivamente ao menor risco de cesáreas;
A atividade física durante a gestação contribui para que as gestantes tolerem melhor o trabalho de parto, principalmente os mais prolongados;
O aborto espontâneo não está associado à prática regular de atividade física e sim à sua intensidade e ao excesso de atividade;
Gestantes ativas, principalmente desde o primeiro trimestre, tendem a ter bebês com peso normal.

Atividades físicas recomendadas
Não existe uma recomendação padronizada. Mulheres que eram ativas antes de engravidarem podem continuar com a prática da suas atividades. Cabe aqui o bom senso, alguns exercícios são mais indicados:

Exercícios leves na água (desde que aquecida);
Bicicleta;
Caminhada;
Yoga;
Pilates.

Atividades Físicas não recomendadas

Qualquer atividade competitiva, artes marciais ou levantamento de peso;
Exercícios com movimentos repentinos ou de saltos, que podem levar a lesão articular;
Flexão ou extensão profunda deve ser evitada pois o tecido conjuntivo já apresentam frouxidão;
Exercícios exaustivos e/ou que necessitam de equilíbrio principalmente no terceiro trimestre;
Basquetebol e qualquer outro tipo de jogo com bolas que possam causar trauma abdominal;
Prática de mergulho (condições hiperbáricas levam a risco de embolia fetal quando ocorre a descompressão);
Qualquer tipo de ginástica aeróbica, corrida ou atividades em elevada altitude são contra indicadas ou, excepcionalmente aceitas com limitações, dependendo das condições físicas da gestante;
Exercícios realizados de barriga para cima, após o terceiro trimestre podem resultar em obstrução do retorno venoso.

Contra indicações para a prática de atividade física

Alguns sintomas denotam risco para a gestante e para o feto e indicam que a prática da atividade física e exercícios deve ser interrompidos.
Perda de líquido amniótico;
Dor no peito;
Sangramento vaginal;
Enxaqueca;
Falta de ar;
Edema (inchaço);
Dor nas costas;
Náuseas;
Dor abdominal;
Contrações uterinas;
Fraquezas musculares e tontura;
Redução dos movimentos do feto;
Mulheres fumantes têm contra-indicação na prática de atividade física em altitudes acima de 2.500m. A presença de náuseas, sonolência e desconforto, podem sugerir que o tipo, intensidade, duração e/ou freqüência da atividade física devam ser modificados, sem que seja necessário interrompê-la.

Exercícios aeróbios são contra-indicados quando:

Houver anemia;
Arritmia cardíaca materna;
Diabetes Mellitus tipo I não controlada;
Bronquite crônica;
Obesidade mórbida;
Baixo peso com Índice de Massa Corporal inferior a 12;
Estilo de vida extremamente sedentário;
Retardo no crescimento intra-uterino na gestação atual;
Hipertensão (pressão alta) mal controlada;
Limitações ortopédicas;
Tabagismo e hipertireoidismo não controlado.

Estão proibidas de fazer exercícios:

Mulheres portadoras de doença cardíaca com alterações hemodinâmicas significativas;
Doença pulmonar restritiva;
Mulheres que já tiveram filhos com risco de prematuridade;
Placenta prévia depois de 26 semanas de gestação;
Ruptura de membranas;
Sangramento uterino persistente no segundo ou terceiro trimestre;
Cérvix incompetente;
Pré-eclâmpsia

O Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM – American College of Sports Medicine) dá algumas recomendações para a prática de atividades físicas pelas gestantes:
Segurança: Os exercícios devem ser modificados se impuserem risco a região abdominal ou trouxerem fadiga para a gestante. Os exercícios de barriga para cima e de barriga para baixo, devem ser evitados após o primeiro trimestre, pois não há consenso nas pesquisas feitas até agora.
Meio Ambiente: Manter uma boa regulação da temperatura. Hidratar-se bem, antes, durante e após os exercícios, usar roupas leves e confortáveis, evitar altas temperaturas e umidade, especialmente no primeiro trimestre.
Crescimento e Desenvolvimento: A gestante deve manter um ganho de peso adequado. Exercitar-se regularmente e manter uma alimentação adequada. O exercício deve ser suspenso se ocorrer sangramento vaginal, ruptura de membrana, dor persistente ou fadiga crônica. Além disso, se ocorrerem contrações por mais de 30 min após o exercício, procurar o médico imediatamente, pode significar um início de aborto.
Tipo de Exercício: São recomendados natação, ciclismo,a caminhada, o trote, e aeróbica de baixo-impacto, musculação com pesos leves. Evitar o ciclismo durante o segundo e terceiro trimestres devido as mudanças de equilíbrio e risco de queda. Exercícios como o mergulho assim como aqueles feitos por gestantes não aclimatizadas, em regiões de grande altitude devem ser evitados devido à exposição à alta pressão.
Intensidade: A intensidade do exercício não deve ir além do nível desenvolvido no início da gravidez. Deve ser regulada pela sensação (esforço subjetivo). Exercícios moderados a intensos são considerados seguros desde que a gestante esteja acostumada a tais níveis.
O Exercício: Mulheres saudáveis, com gravidez saudável podem tanto continuar seu exercício regular quanto iniciar um novo programa de exercícios durante a gravidez.

A liberação para a prática de atividade física e exercício durante a gravidez é função do médico. A prescrição e o acompanhamento das atividades da gestante deve ser feita por um Educador Físico, preferencialmente especializado em Atividade Física Adaptada e Saúde ou em Atividade Física para Gestantes. A comunicação entre esses profissionais é muito importante para planejar as atividades e manter ambos informados sobre o estado geral de saúde da gestante e do feto, principalmente se a futura mamãe fizer parte de algum grupo de risco.
Se você é saudável a gravidez é uma ótima desculpa para começar a se mexer, se você já faz alguma atividade física é um excelente momento para não desistir! Você e seu bebê só tem a ganhar!

Referências Bibliográficas:
ARTAL, R. et al, Exercise During Pregnancy. American College of Sports Medicine. Aug 2000. Disponível em: www.acsm.org.
BATISTA, D.C. et al, Atividade física e Gestação: saúde da gestante não atleta e e Crescimento Fetal. Revista Brasileira de Saúde Materna Infantil, v 3, n 2, Recife: abr/ jun 2003


fonte: fiqueinforma.com

___________________________________________________
SEJA GRANDE, SEJA FORTE, SEJA BIGMONSTRO Twisted Evil



avatar
cupertino
MODERADOR MASTER
MODERADOR MASTER

Mensagens : 1430
Data de inscrição : 27/03/2011
Idade : 32
Localização : Templo Gym

http://www.bodynet.com.br/bigmonstro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum