PLASTICIDADE METABÓLICA - PARTE 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PLASTICIDADE METABÓLICA - PARTE 1

Mensagem  cupertino em Sab Abr 23, 2011 4:51 pm

Vão ser 3 assuntos diretamente ligados. Isso tudo começou com um monte de perguntas que eu fiz por email ao Dr. Paulo Muzy e depois no workshop da PROBIÓTICA no Rio e logo depois por coincidência ele escreveu alguns artigos que eu resumi (quando possível...) ao máximo.Vamos ver conceitos para aqueles que querem melhoria de resultados com mais massa muscular e menos gordura através de técnicas de exames clínicos, dietas e exercício físico...

Pra começar:

A genética não determina que tamanho ou que grau de definição você pode chegar, mas determina a dificuldade com que este objetivo é alcançado.

Logo, todo mundo pode chegar ao objetivo que desejar, de kate Moss a Jay Cuttler, mas as condutas que irão levar pessoas diferentes à resultados semelhantes com certeza serão condutas diferentes... Veja, se o que faz a mesma pessoa mudar tem de ser adaptado, imagine só pessoas diferentes...

Vamos concordar: que ganhar 10kg de massa seca quando se é um homem de 60kg é diferente de ganhar 10kg de massa seca quando se é um homem de 100kg? Concordariam, portanto que 2 homens diferentes também precisam de estratégias diferentes para ganhar 10kg de massa seca?

Pois bem, se começarmos aí, começaremos a discutir sobre plasticidade metabólica porque estes dois homens perguntariam para o nutricionista, endocrinologista, treinadores e personal trainers :

“Quanto tempo o você acha que eu demoro para ficar seco/sarado/magro/mais forte/etc, etc ..."

Neste momento nós explicamos aquela pessoa, na sua primeira consulta, que esta resposta só saberemos dar com precisão com exames de laboratório bem aprofundados (principalmente exames de sangue com mapeamentos de minerais, proteínas, carboidratos, gorduras, hormônios... isso só por cima...) porque só aí teremos uma idéia do quão difícil é para ele 2 etapas fundamentais:


1. Mudar o funcionamento do organismo para uma função de perder gordura e ganhar músculos (dieta e laboratório).

2. Aparentar a mudança funcional em grandezas mensuráveis pelos métodos objetivos que dispomos (treinamento e descanso programado).


Admitindo que a pessoa tenha feito todas as propostas a partir dos dados clínicos da primeira consulta, tendo avaliado o quanto o organismo dele foi capaz de "entender" estes estímulos (treinamento) e realizar mudanças no seu funcionamento; e a partir dessas mudanças, o quanto elas influem na modificação corporal do indivíduo.

Só assim veremos o quanto este individuo é capaz de mudar seu funcionamento e o quanto essa mudança de funcionamento é capaz de mudar a sua aparência.

Então pra finalizar:

1. Você não se frustrar por objetivos irreais... acha que vai ficar grandão ou rasgado ou os 2, só porque começou a puxar ferro!

2. Objetivos não atingidos... se você lê esse blog, não é possível que não sabe o porquê !!!

3. Tem ganho que não pode sustentar ou que não é capaz de manter a progressão... gasta um dinheiro que não tem naquele suplemento “milagroso” e com isso não tem grana pra se alimentar do jeito que devia!

Não tenha pressa (principalmente se você não tem condição pra financiar!) mas tenha metas e objetivos.

Portanto, plasticidade metabólica nada mais é que a sua facilidade/velocidade de mudar a sua função, além do quanto o seu físico é capaz de assimilar essa mudança de função e adaptar sua aparência.



Robson Maia

Adaptado do texto do Dr. Paulo Muzy



___________________________________________________
SEJA GRANDE, SEJA FORTE, SEJA BIGMONSTRO Twisted Evil




cupertino
MODERADOR MASTER
MODERADOR MASTER

Mensagens : 1430
Data de inscrição : 27/03/2011
Idade : 31
Localização : Templo Gym

http://www.bodynet.com.br/bigmonstro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum